Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.
Geral

Crianças do Bairro da Juventude concluem participação no projeto Movimento Pela Paz

Essa foi a terceira edição do projeto desenvolvido pela Unesc (Fotos: Éverton Horacio/Agecom/Unesc)

Pais, mães, familiares e amigos de crianças que estudam no Bairro da Juventude de Criciúma se reuniram, na última sexta-feira (5/07) para celebrar uma importante conquista. Os pequenos, com idades que variam dos oito aos 11 anos, receberam o certificado de conclusão do projeto ‘Movimento Pela Paz’ (MOP). A atividade, apoiada pela Diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Unesc, teve o encerramento celebrado em um dos auditórios do Bairro.

Entre os anos 2018 e 2024 o MOP beneficiou mais de 35 turmas, em 23 escolas de nível fundamental e médio do município de Criciúma, contemplando aproximadamente 1.300 estudantes. 

Conforme o coordenador do projeto, professor Jacks Soratto, as ações do projeto se sustentam no promoção da cultura de paz, considerando as seguintes temáticas: Acredite em você; Preserve as amizades; Respeite as diferenças; Cuide dos animais Esteja presente na vida de seus filhos(as); Filtre as informações; Ame, sorria e abrace; Cultive flores e plante árvores; Alimente-se bem; Movimenta-se; Dê preferência e Seja solidário.

Para a coordenadora pedagógica da escola, Silvia Geremias da Luz Benicá, a iniciativa foi assertiva, pois ajuda as crianças a escreverem seu futuro de modo seguro, podendo agir como protagonistas da própria história.

“O Bairro se sente feliz pois temos esses parceiros que apostam e investem na gente. Eu tenho certeza que os nossos estudantes são protagonistas de todo esse aprendizado junto com a professora. Esse projeto foi muito assertivo no movimento pela paz e, é isso que nós desejamos hoje com todas as ações que eles desenvolveram por meio de jogos, desenhos e as falas deles. A todo momento eles são protagonistas”, destaca.

Segundo Jacks, que leciona no Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva da Unesc (PPGSC), a existência do projeto descreve a essência de uma Universidade Comunitária. Para ele, ações como essa, ajudam as pessoas a se tornarem indivíduos melhores e com responsabilidade com o próximo.

“Esse projeto tem uma discreta representação simbólica da razão da existência de uma Universidade Comunitária. A Unesc, por meio do Programa de Pós-graduação de Saúde Coletiva, se faz presente nessa ação, colaborando na formação de adolescentes, crianças, jovens, para que se tornem cidadãos do bem, que promovam aspectos relacionados à cultura de paz em seus espaços de atuação”, pontua.

Josiane Cardoso é a professora que faz a mediação do projeto. Ela participa desde 2022 quando a escola definiu a parceria com a Unesc. Segundo ela, uma série de benefícios são criados na vida das crianças que participam do programa. 

“O projeto Movimento pela Paz contribui para um Ambiente de Aprendizado e Transformação resgatando o papel da escola como um espaço de aprendizado e transformação, bem como, auxilia no desenvolvimento Socioemocional dos alunos. Além disso, o projeto mobiliza a comunidade escolar para conscientizar sobre o bullying e outras formas de violência, tornando o espaço educacional mais seguro, positivo e propício ao aprendizado”, afirma.

São realizados entre seis a doze encontros para conclusão do projeto e, ao término, o aluno recebe uma certificação de Agente da Paz, enquanto a escola participante recebe um Selo de Escola Promotora da Paz. As escolas que tenham interesse na execução do Projeto podem entrar em contato com o email: jacks@unesc.net

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *