Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.
Geral

Unesc é reconhecida pelos relevantes
trabalhos prestados à saúde de Criciúma

Unesc é reconhecida pelos relevantes <br>trabalhos prestados à saúde de Criciúma
Homenagem foi feita pelo Executivo Municipal por meio do troféu “Líder em Saúde”. (Fotos: Marciano Bortolin/Agecom/Unesc)

A contribuição da Unesc com a saúde de Criciúma é destaque mais uma vez. Agora com o recebimento do troféu “Líder em Saúde”, entregue pelo prefeito Clésio Salvaro à reitora Luciane Bisognin Ceretta durante evento realizado no Salão Ouro Negro, no Paço Municipal, na tarde de quinta-feira (22/09).

O reconhecimento não é à toa. Além dos relevantes serviços prestados de maneira permanente, como nas Clínicas Integradas, a Instituição se dedicou intensamente no combate à pandemia. Exemplos não faltam: estudos com ozônio para desinfecção de espaços públicos, envolvimento nas campanhas de vacinação, distribuição de máscaras, além dos diversos profissionais que se tornaram destaques nacionais e internacionais devido aos estudos sobre a Covid-19. Unesc é reconhecida pelos relevantes <br>trabalhos prestados à saúde de Criciúma

“Somos uma Universidade Comunitária e, como tal, estamos constantemente contribuindo com a região na qual estamos inseridos, sempre visando o melhor para a comunidade. Agradecemos ao prefeito Clésio Salvaro e toda a sua equipe pelo reconhecimento. Não iremos parar por aqui, pois a Unesc seguirá se dedicando diariamente pelo bem de Criciúma, da região e de Santa Catarina”, fala a reitora, Luciane Bisognin Ceretta.

O reconhecimento à Unesc se deu após Criciúma aparecer na liderança nacional em qualidade na saúde, com nota 90,76, número que consta no Ranking de Competitividade e Sustentabilidade dos Municípios, divulgado na última semana pelo Centro de Liderança Pública (CLP). 

O ranking analisa 415 cidades brasileiras (7,45% do universo de municípios), representando aquelas com mais de 80 mil habitantes, conforme estimativa do IBGE para 2021.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *