Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.
Geral

CRIO: Centro de Inovação tem identidade lançada ao público

CRIO: Centro de Inovação tem identidade lançada ao público
Nome e design que envolvem a marca foram apresentados em evento na Acic na noite desta terça-feira (30/11) (Fotos: Mayara Cardoso)

Quem esteve no Auditório Jorge Zanatta na noite desta terça-feira (30/11) e acompanhou a apresentação da identidade visual do Centro de Inovação da Região Carbonífera sentiu a energia que envolve a “cara” dedicada ao projeto. Criativo, dinâmico, marcante, inspirador e despojado são alguns dos adjetivos que podem, ao menos chegar perto de descrever a marca lançada oficialmente entre lideranças das instituições envolvidas com a criação do Centro, a partir da proposta apresentada pelo Comitê de Implantação do Centro de Inovação da Região Carbonífera, chamada de “CRIO”.

CRIO: Centro de Inovação tem identidade lançada ao públicoRepresentando a Unesc, detentora do prédio que abrigará o Centro de Inovação e passa por obras de reforma, a reitora Luciane Bisognin Ceretta foi a responsável por apresentar ao público presente o andamento dos trabalhos no espaço e destacar o cuidado da Instituição no acompanhamento de todo o processo. “Eu estou semanalmente acompanhando a obra pessoalmente e os convido a fazer o mesmo. A Unesc conta com profissionais dedicados ao acompanhamento constante, com medição e registros fotográficos de todo o processo, para demonstrar a segurança necessária em processo de tamanha importância para a região com significativo DNA da Unesc”, destacou.

Para que seja possível presenciar um evento de tamanho significado para o lançamento da marca que para sempre acompanhará o Centro, conforme Luciane, um longo caminho precisou ser trilhado. A trajetória necessária desde a idealização do projeto, até a definição do local que o abrigaria, a sessão do espaço, a destinação de recursos para a reforma e todos os processos legais também foram descritos pelo presidente da Acic, Moacir Dagostin, e do empresário Mário Gaindzinski, ex-diretor da Associação, um dos primeiros idealizadores do projeto.

“Agradeço a oportunidade de demonstrar o andamento da obra, me coloco à disposição para o esclarecimento de quaisquer situações em torno dessa temática e reitero nossa imensa gratidão a todos os atores envolvidos para a concretização desse sonho, que é de todos nós e, assim que concluído, terá governança compartilhada”, completou Luciane.

Na oportunidade a reitora anunciou ainda a data prevista para a conclusão dos trabalhos no prédio, estimada para o dia 25 de agosto de 2022. A expectativa é de que na sequência o espaço seja inaugurado e, ainda, em 2022, já esteja em funcionamento com a presença das instituições instaladas.
A reforma está sendo executada com recursos estimados em R$ 7 milhões destinados pelo Governo do Estado somados a R$ 1,4 milhão da prefeitura de Criciúma. O prédio possui um espaço de mais de seis mil metros quadrados e está localizado entre as ruas Araranguá e Henrique Lage, na região central de Criciúma.

O evento foi prestigiado pelo coordenador da Ágora Tech Park, Ricardo Fantinelle; pelo presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Fábio Zabot Holthausen, e pelo diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo, Moris Kohl, com a participação virtual do presidente do Conselho do Instituto Gene e do Centro de Inovação de Blumenau, Udo Schroeder, em debate sobre a importância dos Centros de Inovação para o desenvolvimento regional.

 

Marca apresentada em detalhes

Após uma síntese apresentada pelo Comitê de Implantação, Valmir Cabral, na qual detalhou alguns dos objetivos do projeto, a agência SDI Comunica, responsável pela criação da marca, fez uma explicação sobre a proposta escolhida para o Centro.

O resultado foi uma marca flexível, adaptável aos diferentes cenários nos quais será inserida e que representa muito além de uma sigla. Para chegar ao resultado, conforme o representante da SDI, Jonatha Manique Barreto, a agência trabalhou ao lado do Comitê ao longo de intensos meses de pesquisas e trocas de ideias, com a participação de diferentes tribos que habitarão os espaços do Centro de Inovação. “Buscamos algo que representasse a inovação, mas com essência. A primeira palavra para isso foi “criativo”, pois ser inovador necessariamente é ser criativo e fazer conexões, o que se conecta ainda com ser inovador e desenvolvedor”, comentou na explicação.

Entre as palavras que fazem parte da escolha do nome “CRIO” estão:

C -Criatividade; Conceitual; Capacitação; Conhecimento; Curiosidade; Crescimento; Cultura.

R – Responsabilidade; Ressignificação; Resiliência; Resposta; Renovação; Racional; Reflexo; Resultado.

I – Inspiração; Inclusão; Inovação; Intrínseco; Icônico; Irreverência; Inteligência;

O – Orientação; Objetivo; Obstinado; Ousado; Otimizado; Orquestrado; Oportunidade.

Confira o vídeo produzido para o lançamento, no qual a agência sintetiza o processo de criação:

Os trabalhos do Centro de Inovação da Região Carbonífera podem ser acompanhados pela página @inovacaocrio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *