Para uma melhor experiência neste site, utilize um navegador mais moderno. Clique nas opções abaixo para ir à página de download
Indicamos essas 4 opções:

Ok, estou ciente e quero continuar usando um navegador inferior.
Geral

Unesc lança programa que leva atividades à comunidade de oito bairros no entorno do campus

As comemorações do Dia da Extensão foram marcadas com um lançamento histórico na Unesc nesta segunda-feira (3/5). A Universidade oficializou a abertura do Projeto Território Paulo Freire 2, programa que levará as ações de extensão a outros oito bairros no entorno do campus e completa a ação já efetiva do Território Paulo Freire 1. No total a Instituição passa a atuar diretamente em 20 bairros de Criciúma especificamente com estes programas. A noite de lançamento contou ainda com a palestra “Extensão Universitária e o Currículo: Reflexões sobre a Articulação com o Ensino e a Pesquisa”, com a professora doutora Sônia Regina Mendes dos Santos, evento transmitido pelo canal da Unesc TV no Youtube.

Fazem parte do Território Paulo Freire 2 os bairros Pinheirinho, Santa Augusta, Jardim Angélica, Paraíso, Boa Vista, Universitário, Tereza Cristina e Milanese. As lideranças das comunidades estiveram na Universidade para prestigiar o lançamento e conferir de perto aquilo que em breve estará à disposição dos seus bairros.

Ter a participação dos representantes, de forma presencial ou virtual, representa, para a pró-reitora Acadêmica da Unesc, Indianara Reynaud Toreti, o que a Instituição tem de principal em seu DNA. “Estar aqui nesta noite é motivo de muita alegria e orgulho. Não pela celebração de uma data do calendário acadêmico, mas pelo que ela representa. O dia, junto de toda a execução da política de extensão, demonstra o quanto esta dimensão acadêmica é importante para a nossa Instituição. Estar na Unesc é estar em uma Universidade Comunitária que tem a extensão como eixo condutor do processo de construção acadêmica, bem como de desenvolvimento da região”, pontuou, acrescentando ainda a importância da presença da convidada a palestrar neste momento especial.

Momento de celebrar um grande passo

A representatividade do evento, mesmo que virtual, para a diretora de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias da Universidade, Fernanda Sônego, é motivo de união e confraternização entre academia e comunidade. “Em tempos tão difíceis que estamos vivendo, a nossa Universidade tem sido exemplo de protagonismo e tem mostrado sua relevância em ser comunitária e dedicada ao desenvolvimento de toda a região. Dando ainda mais sentido a isso, estamos aqui lançando a extensão do Território Paulo Freire 1 para o 2, que abarcará mais oito bairros no entorno da nossa Universidade com nove projetos em edital criado exclusivamente para esse projeto”, destacou.

 

Lições de Paulo Freire

Assessora da Diretoria de Extensão Cultura e Ações Comunitárias e coordenadora dos programas Território Paulo Freire 1 e 2, Sheila Martignago Saleh aproveitou a oportunidade para destacar a interligação entre os trabalhos e os ensinamentos de Paulo Freire. “Ele nos ensina que é preciso discutir a dimensão histórica do saber, sua imersão no tempo, sua instrumentalidade, tema de indagação e amplo diálogo, uma vez que a educação é dialógica diferente na alienação mediante pensamento formalista comumente repetido. Segundo os ensinamentos de Paulo Freire, a Extensão Universitária pode nos apresentar uma prática educativa de diálogo que não se propõe a estender conhecimento as pessoas envolvidas na ação, a manipulá-las, mas, sim, considerá-las sujeitos de decisão e transformação”, pontuou entre sua fala, na qual destacou ainda a integração entre a Instituição e a comunidade, o que legitima projeto pedagógico da Unesc.

 

Orgulho em fazer parte do projeto

Participaram ainda da mesa virtual de autoridades da noite o vice-presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Vitor Teixeira e a presidente da União das Associações de Bairros de Criciúma (UABC), Andrea Zomer.

Em nome dos acadêmicos, Vitor colocou o DCE mais uma vez à disposição dos projetos de extensão, que proporcionam diferentes oportunidades de formação além da sala de aula. “Falo em nome dos estudantes, que têm muito orgulho em fazer parte dessa Universidade. Uma Instituição que nos forma não somente como bons profissionais, mas, sim, como bons cidadãos. É uma grande honra fazer parte do lançamento desse projeto, que irá demonstrar ainda mais a grandiosidade da nossa Unesc”, disse.

Pedagoga, Andrea destacou também seu apreço aos projetos levados até as comunidades dos bairros e, iniciante na função de presidência, confirmou o desejo de estreitar cada vez mais os lados da Associação e da Universidades. “Acredito muito nessa parceria e vejo o quanto nossas comunidades podem estar se abrindo para receber as ações da Universidade. A gente sabe a riqueza que pode ser na vida das pessoas quando um programa de extensão como esse é realizado junto da sua comunidade. É transformador”, acrescentou em nome dos colegas representantes dos bairros.

 

Palestra inspiradora

Logo após o lançamento oficial o público foi presenteado com a palestra de Sônia Regina Mendes dos Santos. As palavras da professora associada aposentada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, pós doutora em Educação, foram recebidas com entusiasmo por mais de 600 espectadores.

O conteúdo compartilhado pela convidada segue disponível no canal da Unesc TV noYouTube no link:

 

Encontros entre participantes dos projetos marcaram a programação

Os trabalhos do Dia da Extensão iniciaram na manhã desta segunda-feira na Unesc, com encontros virtuais envolvendo gestores, professores e estudantes da Unesc e lideranças comunitárias e participantes dos projetos de extensão.

No primeiro evento do Dia da Extensão, dois professores de cada área do conhecimento apresentaram projetos dos quais são coordenadores. Na área de Ciências Sociais Aplicadas, os professores Abel de Souza e Andréia Citadin falaram sobre as iniciativas de extensão que coordenam. Os professores Ana Cláudia Barbosa e Mário Guadagnin, representaram os cursos de Ciências, Engenharias e Tecnologias da Unesc. Os projetos desenvolvidos por cursos da área de Humanidades, Ciências e Educação foram representados pelas professoras Katiúscia de Oliveira e Miriam da Conceição. Já as professoras Paula Zugno e Fabiane Fabris apresentaram projetos que coordenam na área de Ciências da Saúde.

Após as apresentações, a Diretoria de Extensão, Cultura e Ações Comunitárias propôs perguntas norteadoras do diálogo entre coordenadores dos projetos e participantes.

No período vespertino, foi a vez de professores dos diversos cursos da Universidade apresentarem como estão se organizando e as estratégias para a curricularização da extensão. A professora Rosimari de Oliveira Duarte, falou da experiência do curso de Medicina e a professora Ariete Minetto, das iniciativas do curso de Fisioterapia. Já a professora Marta Hoffmann apresentou aos presentes as experiências do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, assim como a professora Aline Savi, socializou as iniciativas de Arquitetura e Urbanismo.

De Engenharia Civil, a apresentação dos projetos para a curricularização da extensão foi realizada pela professora Elaine Pavei Antunes. Pelo curso de Pedagogia, a professora Gislene Camargo compartilhou as iniciativas, assim como a professora Fabiane Ferraz, pelo curso de Enfermagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *